Tamanho do texto

Apesar de sair do controle acionário, Abilio Diniz continuará como presidente do Conselho do Grupo Pão de Açúcar

O varejista francês Casino informou ter enviado nesta quarta-feira notificação ao empresário brasileiro Abilio Diniz sobre a decisão de exercer o direito de nomear o chairman do Conselho de Administração da Wilkes, holding de controle do Grupo Pão de Açúcar.

Leia também:
Casino prepara saída de Abilio Diniz do Pão de Açúcar

Casino nega consolidação e ações do Pão de Açúcar recuam 2,65%

"A decisão do Casino de exercer tal direito o tornará o único acionista controlador do Grupo Pão de Açúcar, conforme previsto no acordo de acionistas de Wilkes ", informou a empresa francesa em comunicado à imprensa.

Executivos do Casino já vinham manifestando publicamente a intenção de exercer a opção prevista em contrato de se tornar o acionista majoritário do Pão de Açúcar em 22 de junho próximo, mas a comunicação feita a Diniz é o primeiro passo formal do processo.

"Tal decisão demonstra mais uma vez o compromisso de longo prazo do Casino com o Brasil e a sua plena confiança no futuro brilhante do Grupo Pão de Açúcar e em seu extraordinário time de executivos", acrescentou a empresa francesa.

Leia também: Com R$ 5 bilhões em caixa, Pão de Açúcar avalia aquisições

O Casino tornou-se acionista do Pão de Açúcar em 2005 e a operação brasileira em seus resultados vem ganhando espaço, diante da estagnação da economia na Europa e crescimento no Brasil. Nos últimos anos, o Pão de Açúcar liderou um movimento de consolidação no varejo brasileiro, ampliando de forma significativa sua presença no mercado ao adquirir, entre outros ativos, as redes Ponto Frio e Casas Bahia .

Em 2011, Diniz tentou equacionar uma fusão do Pão de Açúcar com o Carrefour no Brasi l . A operação foi abortada duas semanas após ter sido anunciada, diante de críticas ferrenhas do Casino e de questionamentos a alguns pontos do plano, entre eles o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ao negócio.

Desde então, o presidente-executivo do Casino, Jean-Charles Naouri, vem afirmando que exercerá o direito de assumir o controle do Pão de Açúcar. Apesar de sair do controle acionário, Diniz continuará, também pelo acordo de acionistas da Wilkes, como chairman do Grupo Pão de Açúcar nos próximos anos.