Tamanho do texto

Ex-presidente do banco é contrário à participação na fusão do Pão de Açúcar com o Carrefour; "estão absolutamente errados", diz

selo

O ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o economista Luiz Carlos Mendonça de Barros, disse hoje que é contrário a participação do BNDES numa eventual fusão dos grupos Companhia Brasileira de Distribuição (Pão de Açúcar) e a operação brasileira do Carrefour. O BNDES admitiu que pode investir até R$ 4,5 bilhões no negócio. Na avaliação de Mendonça de Barros, o BNDES não tem como missão emprestar recursos para que empresas se tornem players internacionais, refutando um argumento dos defensores do negócio.

"Isso, eu não aceito. Eu acho que eles estão absolutamente errados", afirmou o economista, após participar do "Fórum de Cooperação Internacional do Estado de São Paulo", promovido pelo governo paulista, no Palácio dos Bandeirantes. "Esse negócio de emprestar para empresa virar um grande player internacional, não consigo engolir de jeito nenhum", reforçou Mendonça de Barros.

Ele ressaltou ainda que não vê mérito na entrada do BNDES num possível negócio entre as duas companhias. "Eu acho que tem coisa mais importante para fazer do que isso", disse. Tanto o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, como o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, já declararam ver mérito na possível fusão das duas companhias.

Mendonça de Barros avaliou ainda que não considera que a imprensa tenha exagerado nas críticas à possível entrada do BNDES no negócio. "Pelo menos, o que tenho visto na imprensa são argumentos muito razoáveis contra essa operação. Eu subscrevo todos eles", afirmou. Hoje, Pimentel afirmou que a imprensa fez "um tsunami num copo d'água" sobre o envolvimento do banco no negócio.

Leia também:

- Casino compra mais 6% em ações do Pão de Açúcar na bolsa
- Preço do Pão de Açúcar foi avaliado em R$ 20,5 bi em fusão
- Walmart encara ameaça de ser 'eterno vice' no Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.