Tamanho do texto

Para fazer compras na iTunes, brasileiros hoje precisam ter um cartão de crédito internacional e fornecer endereço americano

selo

O iTunes, serviço de venda de conteúdo digital da Apple , deverá chegar ao Brasil por meio do varejo tradicional, em outubro deste ano. Redes como Fnac, Extra e FastShop irão vender cartões (nos valores de R$ 10, R$ 20 e R$ 40) que poderão ser trocados por bens digitais na loja online da Apple. A venda por meio de créditos pré-pagos, tem a função de lançar oficialmente o serviço no País.

Hoje, para fazer compras na iTunes, os brasileiros precisam ter um cartão de crédito internacional e fornecer endereço americano ou de um dos outros 30 países em que o serviço já está disponível. Como a maioria dos usuários não tem residência fora do País, forja-se um endereço para o cadastro.

O modelo de créditos - semelhante ao dos telefones celulares - já é usado pela Apple em diversos mercados, sendo mais conhecidos como "cartões-presente" (gift card, em inglês). Um site em português já está em desenvolvimento para a estreia do serviço no País.

Atualmente, a loja virtual do iTunes no Brasil se limita a vender aplicativos para aparelhos como iPhone, iPad e iPod Touch. Criada em 2003, a iTunes tem hoje 60% do mercado de música pela internet dos Estados Unidos, onde cada canção custa no máximo US$ 2,40.

Com acervo de 14 milhões de músicas e 2,5 mil filmes, lojas virtuais como a da Apple são vistas como uma das poucas tábuas de salvação das indústrias fonográfica e cinematográfica, que vêm perdendo faturamento à medida que a pirataria e o download ganham espaço.

Leia mais:

- Universidade Apple vai ensinar "filosofia" de Steve Jobs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.