Tamanho do texto

A América Móvil, maior empresa de telecomunicações da América Latina, informou que sua receita no Brasil no terceiro trimestre aumentou 2,3% sobre o mesmo período do ano passado, para R$ 5,3 bilhões

selo

A América Móvil, maior empresa de telecomunicações da América Latina, informou que sua receita no Brasil no terceiro trimestre aumentou 2,3% sobre o mesmo período do ano passado, para R$ 5,3 bilhões. O Ebitda subiu 17,1%, para R$ 1,6 bilhão. O Ebitda dos primeiros nove meses do ano chegou a R$ 4,9 bilhões. A margem de Ebitda do terceiro trimestre, de 31,1%, é quatro pontos porcentuais maior do que no mesmo intervalo do ano passado. Em julho, a América Móvil, controladora da Claro no Brasil, assumiu a Carso Global Telecom, uma holding que detém cerca de 60% da Teléfonos de México (Telmex) e da Telmex Internacional (Telint), numa transação sobretudo de ações avaliada em cerca de US$ 23 bilhões. A Telint é sócia da Net em parceria com a Globo Participações e dona da Embratel. Segundo a América Móvil, a receita com serviços sem fio foi de R$ 2,58 bilhões no terceiro trimestre deste ano, ante R$ 2,60 bilhões no mesmo período do ano passado. Em serviços fixos e outras receitas, a receita foi de R$ 2,68 bilhões, ante R$ 2,55 bilhões no terceiro trimestre de 2009. No fim de setembro, a América Móvil tinha 48,767 milhões de assinantes de serviços sem fio no Brasil, 15,3% acima dos 42,278 milhões do mesmo período do ano passado. Do começo do ano até o fim de setembro, o número de assinantes da empresa teve uma elevação de 4,3 milhões. No setor de serviços fixos, o número de unidades geradoras de receita (UGR) aumentou 23,3%, para 17,5 milhões. Com isso, o total de acessos que a empresa tem no País chegou a 66,3 milhões, incluindo quase 1 milhão em TV por assinatura via satélite, cinco vezes mais do que o nível do mesmo intervalo de 2009. A Embratel finalizou sua oferta pelas ações preferenciais remanescentes da Net Serviços no dia 7 de outubro. A empresa adquiriu 143,8 milhões de ações por R$ 23 cada uma. A Embratel agora é obrigada, até o dia 13 de janeiro de 2011, a comprar qualquer ação remanescente que os investidores quiserem vender pelo mesmo preço. Até terça-feira, a Embratel tinha uma participação de 79,3% na Net. As informações são do site da América Móvil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.