Tamanho do texto

Negócio envolveria R$ 1,13 bilhão com período de avaliação de até oito meses

A produtora de cervejas belga Anheuser-Busch InBev e duas cervejeiras da China apresentaram ofertas para comprar operações da chinesa Kingway Brewery Holdings, disseram fontes com conhecimento da situação.

A China Resources Snow Breweries (CR Snow), uma joint venture entre a China Resources Enterprise e a SABMiller, e a Beijing Yanjing Brewery Co., unidade de cerveja da Beijing Enterprises Holdings com ações listadas na Bolsa de Xangai, apresentaram as ofertas pelos ativos da Kingway.

A Kingway, que tem valor de mercado de 5,13 bilhões de dólares de Hong Kong (US$ 660 milhões ou R$ 1,13 bilhão), disse no fim de semana que estava recebendo propostas por ativos como parte de uma revisão estratégica destinada a impulsionar sua lucratividade e criar novos fluxos de renda. A companhia planeja vender a marca Kingway e a maioria de suas unidades de produção de cerveja, mas manterá duas fábricas de cerveja, segundo as fontes.

Analistas disseram que inúmeras cervejarias chinesas pequenas e regionais deverão vender ativos ou marcas neste ano, visto que tentam deixar o mercado em razão dos crescentes custos trabalhistas e das matérias-primas. O consumo de cerveja na China em volume subiu a uma taxa anual de 9% entre 1991 e 2010. O Standard Chartered prevê que o consumo crescerá 6,7% entre 2011 e 2015, segundo relatório do banco datado em 5 de janeiro.

O período de avaliação de ativos durará de seis a oito meses, afirmaram as fontes. As informações são da Dow Jones.

A China Resources e a Beijing Yanjing Brewery estão entre as companhias que foram para a próxima fase de negociações, afirmaram as fontes.

AB InBev e China Resources se negaram a comentar o assunto, enquanto representantes da Kingway e Yanjing não estavam imediatamente disponíveis.

 * Com AE e Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.