Tamanho do texto

O ICC passou a 107,2 pontos, ante 107,1 pontos em fevereiro, quando houve queda de 1,7%, segundo a FGV

Reuters

ICC registrou ligeiro avanço de 0,1% em março na comparação com fevereiro
Thinkstock/Getty Images
ICC registrou ligeiro avanço de 0,1% em março na comparação com fevereiro

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas registrou ligeiro avanço de 0,1% em março na comparação com fevereiro, interrompendo três meses de quedas, informou a FGV nesta quarta-feira.

O ICC passou a 107,2 pontos, ante 107,1 pontos em fevereiro, quando houve queda de 1,7%.

O resultado deveu-se ao Índice da Situação Atual (ISA), que subiu 1,3%, passando para 113,8 pontos em março.

Mas em relação ao futuro o pessimismo se mantém, já que o Índice de Expectativas recuou 0,5%, a 104,0 pontos, marcando a quarta queda seguida e atingindo o nível mais baixo desde maio de 2011 (103,9).

Veja também: Brasil e Argentina planejam criar linha de crédito para comércio bilateral

O indicador que mede o grau de otimismo em relação à situação econômica futura caiu para 98,4 pontos, o menor nível desde março de 2009 (95,9), de acordo com a FGV.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.