Tamanho do texto

No Ziferblat cliente paga R$ 10 centavos por cada minuto dentro do estabelecimento

No Ziferblat, cliente pega um relógio para monitorar seus gastos dentro do estabelecimento
BBC
No Ziferblat, cliente pega um relógio para monitorar seus gastos dentro do estabelecimento

O primeiro café onde se paga pelo minuto – e não pela bebida – foi aberto em Londres.

No Ziferblat tudo é de graça: o café, o chá e o biscoito. Mas a cada minuto, o cliente paga cerca de R$ 0,10.

O local foi criado com um conceito que já provou ser popular na Rússia. Agora, a cadeia abriu seu primeiro café em Old Street, no leste da capital britânica.

Leia mais: Seis empresários ensinam como começar um negócio em 2014

Os criadores do Ziferblat dizem que "tudo é livre, exceto o tempo que você gasta lá."

Os clientes pagam 3 centavos de libra por minuto (R$ 0,10) para terem comida ilimitada, café e acesso à internet. Também é possível levar a própria comida e bebida.

"Eu sempre idealizei um lugar onde as leis da sociedade não se aplicam", disse Ivan Meetin, dono do café.

Na entrada, encontramos um móvel com dezenas de relógios, que o cliente usa para marcar a hora de sua chegada. Quando ele vai embora, é calculado o valor que ele deve.

A ideia parece estar fazendo sucesso. Um cliente que tomava um café e trabalhava em seu laptop disse: "Quando escolho um café para sentar e trabalhar, escolho pelo ambiente e não pela bebida, o que torna essa combinação aqui perfeita".

Para Meetin, a grande inspiração para o café é a maneira livre como as pessoas se relacionam nas mídias sociais. "Essas pessoas precisam de um lugar onde podem se relacionar no mundo real."

"O nosso objetivo é levar o Ziferblat para o mundo todo", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas