Tamanho do texto

Segundo levantamento feito por site comparador de preços e produtos, houve crescimento de 429% na busca por ar-condicionado e de 380% na procura por circuladores de ar

Fabricantes afirmam ter superado a meta de venda de ventiladores neste verão
Monkey Business
Fabricantes afirmam ter superado a meta de venda de ventiladores neste verão

Com temperaturas elevadas em todo o Brasil, consumidores saem em busca de soluções para se refrescar. De acordo com levantamento feito pela Zoom, site comparador de preços e produtos, houve um crescimento de 429% na procura por aparelhos de ar condicionado e de 380% na busca por ventiladores. No entanto, como a demanda aumenta, os estoques do comércio varejista se esgotam rapidamente e o cliente fica sem opção.

Na última terça-feira (14), o iG foi até a Rua Teodoro Sampaio (zona oeste de São Paulo), com forte presença do comércio, para conferir como estão as vendas desses produtos. Na Lojas Americanas, no Ponto Frio, na Pernambucanas e no Magazine Luiza não havia mais ventiladores. Somente na Casas Bahia o item foi encontrado, mas em pouca variedade, somente três modelos. O único estabelecimento que ainda comercializava ar-condicionado era o Magazine Luiza, com modelos a partir de R$ 1.090.

Veja também:
- Vendas no varejo devem aumentar 4% em 2014, estima CDNL
- Como limpar o ar-condicionado

Uma solução possível para quem deseja comprar um desses itens sem ter de ir de loja em loja neste calor é o comércio eletrônico. O negócio é fechado rapidamente. O problema pode estar no prazo de entrega, já que os estoques desse tipo de aparelho estão baixos.

No site da Casas Bahia, Extra, Magazine Luiza, Shoptime e Walmart há produtos. Na página do Ponto Frio, entretanto, alguns ventiladores e aparelhos de ar condicionado não estão mais disponíveis. O mesmo acontece na Ricardo Eletro, mas apenas com ventiladores.

Fabricantes e lojas

A Mallory, fabricante de ventiladores, informa ter superado as metas de vendas para este verão. De acordo com a empresa Cadence, até 10 de janeiro as vendas triplicaram em relação a todo o mês de janeiro do ano passado, com um crescimento geral de 55%.

De acordo com Dirceu Brugalli, diretor comercial da Cadence, não houve atrasos na entrega nem elevação de preços. Para atender tantos pedidos, o quadro de funcionários foi aumentado em cerca de 20%.

Nas primeiras duas semanas de janeiro de 2014, as vendas de ventilador e de ar-condicionado no Extra já superam em quatro vezes os números de janeiro de 2013, de acordo com a empresa.

Leia também:
- Os efeitos da temperatura de deserto para quem trabalha sob o sol
- Como instalar o ar-condicionado em seu apartamento

Uma média de 5 mil ventiladores e mil aparelhos de ar condicionado são vendidos por dia na rede Ricardo Eletro, informa a empresa. Os números foram apurados nas 299 lojas de varejo no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Goiás, Distrito Federal, Bahia, Alagoas, Pernambuco e Sergipe.