Tamanho do texto

Dados da ANP são relativos à semana passada, encerrada no dia 6 de julho

Agência Estado

Os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros caíram em 19 Estados, subiram em outros sete e permaneceram estáveis no Distrito Federal na semana encerrada em 6 de julho, de acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

No período de um mês, os preços do etanol caíram em 19 Estados e no Distrito Federal, subiram em seis e ficaram estáveis em Alagoas.

Leia também: Governo zera PIS/Cofins para etanol

Em São Paulo, principal Estado consumidor, as cotações avançaram 0,16% nos postos na semana, para R$ 1,769 o litro. No período de um mês, acumulam queda de 2,10%.

Na semana, a maior alta foi registrada no Amapá (2,71%), enquanto que a maior queda ocorreu em Minas Gerais (-1,43%). No mês, os preços caíram mais justamente em Minas Gerais (-3,79%) e subiram mais em Mato Grosso (2,06%).

No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,29 o litro, no Estado de São Paulo, e o máximo foi de R$ 3,12/litro, no Acre. Na média, o menor preço foi R$ 1,769 o litro, em São Paulo. O maior preço médio foi verificado em Roraima, a R$ 2,751 o litro.

Frente à gasolina

Os preços do etanol nos postos de combustíveis são competitivos em relação à gasolina em Goiás, Mato Grosso, Paraná e São Paulo, mostram dados da ANP. Nos demais 22 Estados brasileiros e no Distrito Federal, a gasolina está mais competitiva.

Segundo o levantamento, o preço do etanol em Goiás equivale a 65,60% do da gasolina. Em Mato Grosso, a relação está em 65,69%; no Paraná, em 67,73%; e em São Paulo, em 64,99%.

A gasolina está mais vantajosa principalmente em Roraima, onde o etanol custa o equivalente a 91,21% do preço da gasolina.

O preço médio da gasolina em São Paulo está em R$ 2,722 o litro. Na média da ANP, o preço do etanol no Estado ficou em R$ 1,769 o litro.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.