Tamanho do texto

Consumo equivale a gasto por habitante de R$ 245,68; crescimento foi de 10% ante 2012

Agência Estado

De acordo com o estudo, a classe C é a que possui maior potencial de consumo, de R$ 17 bilhões
Haroldo Saboia
De acordo com o estudo, a classe C é a que possui maior potencial de consumo, de R$ 17 bilhões

Os brasileiros devem gastar R$ 40 bilhões com calçados neste ano, de acordo com estimativas do Pyxis Consumo, ferramenta de dimensionamento de mercado do Ibope Inteligência.

O número representa um crescimento de 10% em relação ao ano anterior. Esse consumo equivale a gasto por habitante de R$ 245,68.

-Veja também: mercado interno aquece indústria de calçados

De acordo com o estudo, a classe C é a que possui maior potencial de consumo, de R$ 17 bilhões, 42% do total do País. A classe B tem um potencial projetado de R$ 16 bilhões, equivalente 40% dos gastos nacionais. Já para a classe A, o potencial é de R$ 3,8 bilhões, 10% do todo. As classes D e E ficam com os 8% restantes.

Entre as regiões brasileiras, o Sudeste apresenta o maior potencial de consumo de calçados: R$ 20 bilhões, o que equivale a metade dos gastos projetados para o país. O Nordeste é o segundo maior consumidor, com potencial estimado em R$ 7,3 bilhões (18%) e, em seguida, aparece a região Sul, com potencial de R$ 6,7 bilhões (17%).

O estudo do potencial refere-se apenas ao consumo de pessoas físicas junto a varejistas do ramo. Inclui calçados masculinos, femininos, esportivos e infantis de diversos tipos, como tênis, sandálias, sapatos, botas e chinelos.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.