Tamanho do texto

Índice de Confiança do Consumidor (ICC) mostrou queda de 0,4% em junho ante o mês anterior, após cair 0,4% em maio contra abril, na série com ajuste sazonal

Agência Estado

A confiança do consumidor caiu em junho, o nono mês consecutivo sem apresentar melhoras, revelou, nesta segunda-feira, 24, a Fundação Getulio Vargas (FGV) ao divulgar o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), que mostrou queda de 0,4% em junho ante o mês anterior, após cair 0,4% em maio contra abril, na série com ajuste sazonal.

Com o resultado, o desempenho do indicador, que é calculado dentro de uma escala de pontuação de até 200 pontos (sendo que quanto mais próximo de 200 maior o nível de confiança do consumidor), foi de 113,4 pontos para 112,9 pontos de maio para junho, abaixo da média histórica recente de 114,8 pontos pelo quarto mês consecutivo. Trata-se também do menor patamar desde março de 2010 (111,6 pontos).

Em seu comunicado, a FGV avalia que, após discreta melhora da percepção do consumidor em relação ao momento presente em maio, a avaliação voltou a piorar em junho. O ICC é dividido em dois indicadores. O Índice de Situação Atual (ISA) mostrou queda de 1,5% este mês após mostrar avanço de 0,9% em maio. Já o Índice de Expectativas (IE) subiu 0,1% em junho após apresentar alta de 1,2% em maio. Ainda segundo a fundação, o ICC caiu 8,5% em junho na comparação com igual mês em 2012. No mês passado, o indicador nesta comparação recuou 10,3% ante maio de 2012.

O levantamento abrange amostra de mais de 2 mil domicílios, em sete capitais, com entrevistas entre os dias 31 de maio e 19 de junho. Às 11 horas, a FGV concede coletiva de imprensa sobre o indicador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.