Tamanho do texto

Avaliação, segundo diretora da empresa, tem base em previsões para o terceiro trimestre em relatórios assinados por analistas do mercado financeiro.

Agência Estado

A TAM estima que, para zerar perdas, as companhias aéreas brasileiras precisariam de um aumento médio de 10% nos preços das passagens no mercado doméstico.

"Para as empresas chegarem no zero a zero, deveria haver pelo menos uma recuperação de 10% na tarifa média", disse nesta quarta-feira a vice-presidente da unidade de Negócios Domésticos da companhia, Cláudia Sender, durante a Feira de Turismo das Américas, promovida pela Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav), no Rio.

A avaliação, segundo ela, tem base em previsões para o terceiro trimestre em relatórios assinados por analistas do mercado financeiro.

Cláudia acrescentou, porém, que o movimento de recuperação de preços das passagens não é fácil e deve ser gradual. "Isso é um desafio enorme, não acontece do dia para a noite (...) É um processo que tem de ocorrer, senão não vamos ter uma indústria saudável."


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.