Tamanho do texto

Expectativa da companhia é de que o volume de encomendas das festas de fim de ano cresça mais de 13%

Reuters

A FedEx Corp informou nesta segunda-feira que planeja contratar 20 mil trabalhadores sazonais, a mesma quantidade do ano passado, para lidar com o volume de encomendas das festas de fim de ano que deverá crescer mais de 13%, segundo expectativa da companhia.

Leia também:  Com Rapidão Cometa, Fedex planeja ter serviço de entrega expressa no Brasil

Um aumento em andamento no e-commerce e encomendas de última-hora numa economia em lento crescimento significará em mais serviços para companhias como a FedEx, capaz de lidar com entregas rápidas.

A FedEx, que é atentamente observada como um indicador da demanda do consumidor e saúde da economia, estima mais de 280 milhões de entregas durante a temporada de festas entre o feriado de Ação de Graças e o Natal.

A empresa disse que o impacto de um aumento de entregas nas festas de fim de ano foi incluído nas previsões de lucros para 2013.

Leia ainda:  Em meio a crise internacional, Fedex, UPS e DHL se armam para brigar pelo Brasil

O dia 10 de dezembro é esperado como dia mais movimentado da companhia, com cerca de 19 milhões de entregas, aumento de 10% em relação ao ano passado.

À medida que mais clientes compram os presentes de fim de ano pela Internet ou via celular, isso significa um maior volume de entregas para a FedEx e a United Parcel Service -- ambas têm contratos de entrega com a maioria das maiores varejistas da Internet.

As vendas de fim de ano pela Internet, excluindo viagens, devem aumentar 16,8% em relação ao ano passado para US$ 54,5 bilhões, disse a FedEx, citando informações da eMarketer.

"Nós sempre vemos um empurrão significativo nas encomendas de última hora, e muito disso tem a ver com a procrastinação, que para a FedEx é uma coisa boa durante a temporada de festas", disse o vice-presidente executivo de desenvolvimento de mercado e comunicação corporativa, T. Michael Glenn, em entrevista.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.