Tamanho do texto

Venture capital Monashees une-se a MBS Seguros e lança site para oferecer cartões, consórcios e seguros

Brasil Econômico

A empresa de venture capital Monashees e a corretora MBS Seguros fizeram uma parceria para a criação de um shopping financeiro online chamado Bidu.com.br. O portal, que já está no ar, permite cotação e compra de produtos financeiros pela internet e começa com seguros, que por enquanto é o carro-chefe com expectativa de venda de 10 mil apólices até julho de 2013. Ainda é possível ter acesso a produtos como cartões de crédito e consórcios e devem entrar no portfólio empréstimos e investimentos.

Um usuário familiarizado com a internet preenche o formulário em cerca de dois a três minutos e em 30 segundos tem a cotação do seguro. Ele clica para contratar o produto e a proposta é enviada à seguradora. Depois disso, a empresa tem até 15 dias para aceitar ou recusar a apólice, mas a partir do momento da contratação pelo site, “em cinco minutos” o cliente já está segurado. Em caso de negativa, o portal avisa o usuário.

A Monashees Capital foi fundada em 2005 no Brasil com foco nos setores de internet e de educação e faz aportes de capital que variam de R$ 500 mil a R$ 5 milhões, mas a empresa não divulga quanto desembolsou para o portal. A MBS é uma corretora de seguros tradicional na cidade de São Paulo.

“Estamos gerando receita com a operação de seguros, que é o principal foco neste momento. Já vendemos mais de 500 apólices”, contou, com exclusividade ao BRASIL ECONÔMICO, Eldes Mattiuzzo, sócio-fundador e presidente da Bidu, que foi diretor-geral da MaxFácil (joint-venture financeira dos grupos Unibanco e Ipiranga) e cofundador da Fairplace (comunidade de empréstimos na internet).

O time ainda conta com Gustavo Pioto, responsável pela área de produtos, que passou pelo ShopFácil (Grupo Bradesco), e com André Piza, que comanda a área de tecnologia e que possui passagem por Netmovies e pelo portal UOL.

O Bidu começou com seguro de automóveis, mas até o final do ano deve oferecer outras modalidades como vida, residência, viagem, portáteis (para tablets, notebooks e celulares) e seguro para animais de estimação. O projeto começou a ser pensado há um ano — um piloto foi ao ar em abril e as operações começaram efetivamente em julho deste ano. O lançamento oficial, no entanto, está sendo realizado neste mês, depois de fechadas parcerias com as seguradoras.

O Bidu.com.br está integrado com seis empresas no ramo de seguros: Bradesco, Marítima, Liberty, HDI, Zurich e Tokio Marine e, até o final do ano, estarão disponíveis produtos da Allianz, Chubb e Cardif. De acordo com Mattiuzzo, o número de parcerias com as seguradoras é o grande diferencial do portal frente aos concorrentes. “Elas nos possibilitam ter mais opções e ter um preço mais competitivo, além de um seguro mais completo”, diz.

Além disso, ele acredita que a tecnologia disponível permite que o portal suporte um aumento expressivo de demanda. De julho até outubro, foram feitas 20 mil cotações de produtos disponíveis no site. O aporte dos parceiros foi direcionado para o desenvolvimento de produtos, integração com as seguradoras, contratação da equipe (são 20 pessoas em call center e 10 nas demais áreas como tecnologia e marketing) e ainda há recursos em caixa, que devem sustentar as operações por um prazo de dois anos.

O nome do portal foi adotado pensando em uma gíria do passado, Bidu, que era usada para designar gente que adivinha as coisas, que sabe tudo.

Leia mais notícias de economia, política e negócios no jornal Brasil Econômico