Tamanho do texto

Este ano, o Google vai obter 15,4% das verbas de publicidade em displays, ou US$2,31 bilhões, em comparação com 14,4% do Facebook, ou US$2,16 bilhões, de acordo com projeções da eMarketer

Reuters

O Google deverá se tornar o maior lucrador com anúncios em displays neste ano nos Estados Unidos, tomando o primeiro lugar do Facebook e consolidando sua presença dominante na propaganda online.

A influência crescente do Google em anúncios em displays - as janelas com imagens e vídeos encontrados em sites - vem na esteira do crescimento da publicidade em vídeo na sua subsidiária YouTube, assim como a publicidade móvel por meio do AdMob, uma empresa adquirida pela Google em 2009.

Este ano, o Google vai obter 15,4% das verbas de publicidade em displays, ou US$2,31 bilhões, em comparação com 14,4% do Facebook, ou US$2,16 bilhões, de acordo com projeções da eMarketer, uma empresa de pesquisa de publicidade digital.

Mas o levantamento assinala que os editores têm sido afetados pela demanda mais fraca do que a esperada em publicidade este ano, já que as grandes marcas estão segurando custos nas campanhas digitais.