Tamanho do texto

"Vamos olhar como olharíamos qualquer negócio", disse José Efromovich, presidente da Avianca Brasil

Agência Estado

A Avianca reafirmou nesta quarta-feira (5) que tem interesse na privatização da companhia aérea estatal portuguesa TAP. "Vamos olhar como olharíamos qualquer negócio" disse José Efromovich, presidente da Avianca Brasil e sócio do grupo Synergy, que detém o controle da AviancaTaca (60%), que é listada na bolsa de Bogotá, na Colômbia.

"A empresa que teve prejuízo de mais de 100 milhões de euros no ano passado nos interessa. É negócio. O Grupo Synergy olha negócios onde atua. Vamos analisar para ver se existe uma maneira real de reverter esse prejuízo", disse o executivo. Segundo ele, quando a Varig entrou em processo de recuperação judicial o Grupo Synergy foi "um dos que mais dedicou tempo para analisar a empresa".

"Colocamos sete executivos seniores para trabalhar nisso e eles chegaram à conclusão que aquilo não era pra gente", disse Efromovich. O presidente da Avianca Brasil disse que o mesmo foi feito com a uruguaia Pluna no início deste ano e repetiu: "concluímos que não era pra gente". "Vamos olhar, sim", reafirmou com relação à TAP.