Tamanho do texto

Nesta sexta-feira, empresário participará de três reuniões protocolares, nas quais deverá ser formalizada e efetivada a troca de comando

Abilio Diniz, presidente do conselho de administração do Grupo Pão de Açúcar, perderá poder de decisão nesta sexta-feira, em um dia de reuniões protocolares
AE
Abilio Diniz, presidente do conselho de administração do Grupo Pão de Açúcar, perderá poder de decisão nesta sexta-feira, em um dia de reuniões protocolares

O último dia de Abilio Diniz no comando efetivo do Grupo Pão de Açúcar (GPA) será marcado por três reuniões, na sede da empresa, na Av. Brigadeiro Luís Antônio, nº.3142, mesmo endereço no qual o pai do empresário fundou a confeitaria que deu origem à companhia.

Leia também:  Após 50 anos, chega ao fim a era Abilio Diniz no Pão de Açúcar

A primeira reunião está marcada para às 9h. Será uma assembleia restrita, na qual será decidido o novo presidente da Wilkes Participações, holding criada em 2005, através da qual Diniz e o Casino controlam a GPA. O presidente atual da holding é Abilio Diniz. O novo, pelo acordo de acionistas, deverá ser Jean-Charles Naouri, CEO e presidente do Casino.

Veja:  Mercado aprova mudança de comando no Pão de Açúcar. Ações sobem nesta sexta

Poderão participar desta primeira reunião basicamente os membros do conselho da Wilkes – ou representantes indicados – e assessores (normalmente advogados), um secretário e um presidente. Em muitos casos, o presidente de reuniões do gênero é um dos membros do conselho, hoje integrado por Diniz e sua filha Ana Maria, Naouri e Arnaud Strasse, diretor executivo de desenvolvimento e participações do Casino.

Leia ainda:  Intelectual francês vira chefão do varejo brasileiro

Em seguida, às 11h, começa a reunião de instrução de votos da Wilkes para a assembleia geral extraordinária do GPA, marcada para as 14h. Ela terá os mesmos participantes da reunião anterior e servirá, basicamente, para que os acionistas referendem os nomes indicados pelo Casino como novos membros do conselho de administração do Grupo Pão de Açúcar.

A reunião que deverá de fato tirar Abilio do poder no GPA começa às 14h. É a assembleia geral extraordinária na qual serão “eleitos” os três novos membros do conselho de administração, indicados pelo Casino – Roberto de Oliveira Lima, Eleazar de Carvalho Filho e Luiz Augusto de Castro Neves.

Leia mais:  BlackRock atinge fatia de 5% nas ações PN do Pão de Açúcar

Veja ainda:  Mercado aprova mudança de comando no Pão de Açúcar

Hoje, o conselho de administração do GPA é formado por 14 pessoas. Abilio tem direito de indicar cinco e o Casino cinco. Outros quatro são conselheiros independentes, eleitos pelos demais acionistas.

Como duas das vagas que pertencem à cota de Abilio trocarão de mãos amanhã, e uma nova será criada e adicionada à cota do Casino, a reunião garantirá maioria absoluta ao grupo francês, mesmo que Abílio tenha a seu lado todos os conselheiros independentes.

Leia também:  Casino nomeia Jean Charles Naouri presidente do conselho da Wilkes

A reunião das 14h é a única aberta aos acionistas do GPA, pessoas físicas ou jurídicas. O número de conselheiros, como dito acima, também é maior. Mas isso pouco deverá influenciar o rumo dos acontecimentos.

Como controladora, quem decide efetivamente quem serão os novos conselheiros é a Wilkes, em seu conselho. A assembleia geral extraordinária da GPA servirá praticamente para referendar e apresentar os novos conselheiros. Segundo um advogado ouvido pela reportagem, o processo é pura formalidade e as reuniões tendem a ser rápidas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.