Tamanho do texto

Companhia aérea quer cortar voos em 20% com a baixa demanda no mercado espanhol

Reuters

Unidade é a que dá menor retorno à companhia de baixo-custo espanhola
Getty Images
Unidade é a que dá menor retorno à companhia de baixo-custo espanhola

A EasyJet disse nesta quarta-feira que planeja cortar seus voos que saem e chegam em Madri em 20% após encerrar sua base e empregos na cidade, e iria agora revisar as opções para seus oito aviões e 310 membros de tripulação na capital espanhola.

A EasyJet, a segunda maior empresa de baixo-custo da Europa, disse em um comunicado que não terá mais uma base de aviões e tripulação em Madri com o fim do inverno de 2012/2013, no hemisfério Norte, após a unidade ter entregue os menores retornos entre todas as suas bases.

A empresa informou que isso ocorreu devido a uma combinação de excesso de capacidade no mercado aéreo espanhol, levando a baixas receitas por passageiro, assim como aumento nas taxas dos aeroportos. A empresa aérea irá voar para Madri de outras cidades europeias com maiores ganhos.

"A EasyJet permanece comprometida com a Espanha, incluindo Madri, e irá continuar com voos saindo e chegando da Espanha a partir de suas bases em toda a Europa. Embora a EasyJet proponha reduzir sua capacidade de voos para e de Madri em cerca de 20% no próximo ano financeiro, a redução para e da Europa será de 7%", disse.

(Por Neil Maidment)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.