Tamanho do texto

Um terceiro árbitro terá de ser nomeado com a concordância dos dois sócios do Grupo Pão de Açúcar, que disputam controle

O Casino e Abilio Diniz, sócios do grupo Pão de Açúcar, já nomearam os juízes que irão julgar o litígio entre eles em um tribunal arbitral em São Paulo, segundo apurou o iG . Cada um dos sócios do Grupo Pão de Açúcar tem o direito de indicar um árbitro e um terceiro juiz será nomeado com a concordância de ambos.

O processo na Câmara de Arbitragem foi aberto pelo controlador do Casino, Jean-Charles Naouri, que acusa Diniz de ter ferido o acordo de acionistas firmado entre eles em 2006, quando o Casino pagou um prêmio pelo controle da varejista brasileira a Diniz. Os dois são sócios da Wilkies, holding que controla do Pão de Açúcar, e o Casino terá o direito de comprar uma ação a mais de Diniz em 2012, tornando-se majoritário no bloco de controle.

O ex-ministro Márcio Thomaz Bastos
AE
O ex-ministro Márcio Thomaz Bastos
Diniz iniciou há ceca de dois meses negociações com o Carrefour sem que o Casino soubesse e apresentou, nesta semana, um plano para a fusão das operações do Carrefour com o Grupo Pão de Açúcar. Pela proposta, o Casino passaria a ser minoriario da nova empresa, enquanto o Carrefour terá uma participação de 50%. O Carrefour e o Casino são fortes concorrentes na França.

Ex-ministros juntam-se à disputa

Paralelamente, Diniz e Jean-Charles Naouri também contrataram dois ex-ministros da Justiça no Brasil, indicando que estão se preparando para travar uma batalha nos bastidores do poder no Brasil.

Diniz contratou Márcio Thomaz Bastos, que foi ministro da Justiça do governo Lula, e Jean-Charles Naouri contratou José Carlos Dias, que ocupou a pasta no governo Fernando Henrique Cardoso.

O processo no tribunal arbitral corre em sigilo. Pelo acordo de acionistas firmado em 2006, as duas partes estabeleceram que as controvérsias serão solucionadas pela Câmara Internacional de Comércio (ICC), com sede em Paris, mas que a arbitragem será feita na cidade de São Paulo.

Leia também:

Pão de Açúcar confirma ter alertado controladores sobre ações

Casino compra mais 6% em ações do Pão de Açúcar na bolsa

Preço do Pão de Açúcar foi avaliado em R$ 20,5 bi em fusão

Brecha legal pode facilitar união entre Carrefour e Pão de Açúcar

Walmart encara ameaça de ser 'eterno vice' no Brasil