Tamanho do texto

Casos dos empresários escolhidos irão ao ar pela TV Record no programa "O Melhor do Brasil", apresentado por Rodrigo Faro

O bar Amigo Giannotti, no tradicional Bexiga, bairro de colonização italiana na região central de São Paulo, é conhecido por oferecer a melhor fogazza da cidade. Funciona no mesmo local há 35 anos, um salão comercial datado de 1910 – a época de desenvolvimento da região. O empresário Antonio Giannotti é quem atende as mesas e explica a qualidade das massas que saem de sua cozinha.

Antonio Giannotti com o filho Savério, no bar que funciona no bairro do Bexiga e é conhecido por suas fogazzas
Greg Salibian
Antonio Giannotti com o filho Savério, no bar que funciona no bairro do Bexiga e é conhecido por suas fogazzas
O bar é uma empresa familiar. O velho Giannotti, de 80 anos, trabalha com o filho Savério e a filha Mônica, e já contou com a ajuda do neto, Antonio Giannotti Neto. “O Neto cresceu com a gente, aqui no bar”, conta o empreendedor Antonio. O sonho da família seria fazer uma reforma no estabelecimento, que tem goteiras e remendos nas paredes. “Nós já começamos, mas não tivemos dinheiro para terminar”, lamenta Antonio. “Nem sabemos quanto seria necessário para uma reforma total”, complementa Savério.

Savério afirma que saem diariamente do forno do Amigo Giannotti cerca de 200 fogazzas por dia nas noites de sexta-feira, sábado e domingo – os de maior movimento. O faturamento bruto beira os R$ 40 mil mensais, mas sobram entre R$ 18 mil e R$ 28 mil líquidos no caixa, valor insuficiente para bancar uma reestruturação geral como a família planeja.

O sonho dos Giannotti, no entanto, pode se realizar em breve. É que a Cielo , uma das maiores credenciadoras de cartões de crédito do País, prepara uma campanha de marketing que irá reformar vários estabelecimentos e mostrar a ação na TV. O bar Amigo Giannotti é um dos pré-selecionados. “O difícil será escolher as histórias”, afirma Eduardo Chedid, vice-presidente da Cielo, lembrando que já há cerca de 300 casos listados.

O quadro irá chamar-se “Sucesso na Certa” e irá ao ar dentro do programa “O Melhor do Brasil”, comandado pelo apresentador Rodrigo faro, na TV Record. Semanalmente, o apresentador vem convidando os telespectadores para enviarem suas histórias para o programa. A do bar Amigo Giannotti foi enviada por uma cliente. O primeiro quadro contado o caso de um empreendedor será transmitido no dia 25 de junho. “Vamos mostrar o exemplo do brasileiro que rala para conquistar o sucesso”, define Chedid.

Fachada do bar, em prédio datado de 1910
Greg Salibian
Fachada do bar, em prédio datado de 1910
De acordo com o vice-presidente da Cielo, a campanha irá durar de maio a dezembro. A cada mês, uma das histórias será contada. A reforma em si irá aparecer somente no final do quadro. “Serão oito casos de superação e oito reformas que vamos fazer, com o intuito de ajudar o lojista a vender mais.” Não há restrição para o ramo de negócio que será beneficiado. Chedid não abre o valor total da campanha, criada em parceria com a agência Young & Rubicam, mas diz que irá consumir 20% de toda a verba publicitária da companhia para este ano.

Esse tipo de ação de marketing vem se tornando uma tendência. Há vários casos na TV internacional de programas que ajudam empreendedores a reestruturarem suas empresas em busca de sucesso. No Brasil, iniciativas que ajudam pessoas a terem uma casa mais confortável vão ao ar pela Rede Globo e Record. A tintas Coral mostra a reforma de fachadas históricas em seus comerciais.

Perfil

A Cielo, controlada pelos bancos Bradesco e Banco do Brasil, conta com uma rede de cerca de 1,9 milhão de estabelecimentos credenciados em todo o País. No ano passado, a receita operacional da empresa somada à antecipação de recebíveis chegou a R$ 4,35 bilhões, com alta de 20% sobre o ano anterior. O lucro líquido de 2010 foi de R$ 1,8 bilhão.

A empresa tem ações negociadas no Novo Mercado, o segmento em que estão as empresas com os melhores critérios de governança corporativa. Neste ano, as ações da empresa acumulam alta de mais de 21%, enquanto o Índice Bovespa – que mede a oscilação dos papéis mais negociados – acumula queda de 9,5% até sexta-feira.

Leia também:

- Programas e campanhas mostram transformações

- Cielo paga R$ 40 milhões pela Braspag, do grupo Silvio Santos

- Redecard e Cielo começam a se destacar em dividendos

- Cielo perde participação de mercado para Redecard

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.