Tamanho do texto

Instituição lucra R$ 2,5 bilhões, maior resultado para o trimestre já obtido por um banco na história do Brasil

O Bradesco, segundo maior banco privado do Brasil, obteve no terceiro trimestre do ano um lucro líquido de R$ 2,52 bilhões, um valor recorde para o período, informou hoje a instituição financeira.

O lucro do trimestre entre julho e setembro foi 39,5% superior ao do mesmo período de 2009 e 5,1% maior do que o do segundo trimestre deste ano, segundo o comunicado que o banco enviou à Bolsa de Valores de São Paulo.

Nesses três meses, o lucro do Bradesco superou os R$ 2,428 bilhões obtidos pelo Itaú-Unibanco, maior banco privado do Brasil, no terceiro trimestre de 2007, o que era o maior resultado obtido nesse período por um banco na história do Brasil.

No acumulado dos nove primeiros meses de 2010, o lucro do Bradesco somou R$ 7,12 bilhões, com um crescimento de 23,9% frente ao mesmo período de 2009.

O banco atribuiu o bom resultado do trimestre e do ano ao crescimento de suas operações de crédito e à queda da inadimplência, o que permitiu reduzir os recursos reservados para cobrir perdas geradas por dívidas de cobrança duvidosa.

Ainda segundo o comunicado divulgado, os ativos do Bradesco no final de setembro somavam R$ 611,9 bilhões, com um crescimento de 26%, o que o faz o terceiro maior banco do país, atrás do Banco do Brasil e do Itaú-Unibanco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.