Tamanho do texto

A empresa também retirou suas previsões de 2013, culpando a fraca economia e a fraqueza do mercado de jatos regionais

A Bombardier, terceira maior fabricante de aeronaves comerciais do mundo, disse que terá quedas no número de entregas de aeronaves em 2012 e que prevê margens de lucro menores em sua divisão aeroespacial, a principal da empresa. As notícias geraram oscilação negativa de quase 8% em sua ação nesta quinta-feira.

A fabricante de aviões e trens sediada em Montreal, que tem enfrentado menor demanda por seus jatos regionais, disse que os altos preços prejudicarão as margens, incluindo gastos de US$ 100 milhões advindos da valorização do dólar canadense e mais US$ 100 milhões em funções de gastos em aposentadoria.

"Boa parte do foco será no guidance de margens para a divisão aeroespacial de 5%", disse o analista David Tyerman, da Canaccord Genuity. "Muitas pessoas podem considerá-lo baixo demais e que eles estão sendo muito conservadores".

A Bombardier compete com a brasileira Embraer no mercado de aeronaves menores e está buscando correr atrás de gigantes como a Airbus e Boeing com seu jato C-series, que ainda não foi lançado. Esse modelo, prometido até o final de 2013, será o maior jato da Bombardier até agora.

A Bombardier disse que espera que sua margem de lucros antes de juros e impostos caia para cerca de 5 por cento em 2012 ante 5,8 por cento em 2011. A empresa retirou suas previsões de 2013, culpando a fraca economia e a fraqueza do mercado de jatos regionais.

A empresa, que registrou lucro de quarto trimestre ligeiramente acima das expectativas do mercado, também disse que espera entregar cerca de 235 aeronaves neste ano, uma queda ante 245 em 2011, refletindo a forte demanda por grandes aeronaves e baixa demanda por aeronaves comercais menores.

"Do ponto de vista comercial, é muito fraco", disse o analista Neal Dihora, do Morningstar. "A força das aeronaves comerciais da Bombardier se centra mais na América do Norte e Europa e esses mercados não estão crescendo. O crescimento na Ásia tem sido dominado por outras empresas, como a Embraer".

A Bombardier disse que tem expandido sua força de vendas para dar forças a negócios em mercados emergentes.

Quedas e lucros em trimestre truncado

O lucro líquido da Bombardier ficou em 214 milhões de dólares no quarto trimestre, ou 0,12 centavos por ação, comparados com os 295 milhões, ou 0,16 centavos por ação, um ano antes.

Os resultados refletem a mudança no fim do ano fiscal da unidade aeroespacial, de 31 de janeiro para 31 de dezembro, o que reduziu o período de resultados. A divisão de transportes já tem ano fiscal até 31 de dezembro.

A receita caiu para 4,3 bilhões de dólares, ante 5,6 bilhões de dólares um ano antes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.