Tamanho do texto

Companhia norte-americana pediu para que Associação do Trabalho Justo fizesse inspeções em fábricas chinesas da Foxconn

selo

A Apple pediu para uma associação não lucrativa fazer uma auditoria em seus fornecedores finais de montagem, incluindo uma fábrica chinesa que registrou uma série de suicídios de empregados em 2010. A companhia afirmou que as inspeções, realizadas pela Associação do Trabalho Justo, foram iniciadas na manhã desta segunda-feira em uma fábrica em Shenzen (China), operada por um dos maiores parceiros da Apple, a Hon Hai Precision Industry Co, também conhecida por Foxconn.

Leia também: O custo humano de um iPad

A Foxconn lutou contra uma série de suicídios de empregados na fábrica em Shenzen em 2010 e uma explosão que matou quatro funcionários em Chengdu, na China, no ano passado. A Apple divulgou no mês passado pela primeira vez uma lista abrangente dos seus maiores fornecedores , juntamente com um relatório detalhado sobre as inspeções de fábrica, agindo para combater uma série de críticas sobre as condições de trabalho na sua cadeia de suprimentos e a transparência da empresa sobre isso. As informações são da Dow Jones.