Tamanho do texto

Construtora brasileira vê oportunidades nas empresas Águas de Portugal e da administradora dos aeroportos do país

A construtora brasileira Andrade Gutierrez está interessada nas privatizações da empresa Águas de Portugal e da administradora dos aeroportos portugueses ANA, afirmou nesta sexta-feira em Lisboa Otávio Azevedo, presidente da empresa, que tem sede em São Paulo. "Estamos vendo as oportunidades. Tanto nas Águas quanto nas operações aeroportuárias", disse Azevedo aos jornalistas, ao término de um encontro organizado pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Brasileira na capital portuguesa.

Segundo Azevedo, a Andrade Gutierrez quer encontrar parceiros em Portugal com os quais possa participar do processo de privatização. Ele afirmou também que a entrada da companhia em Portugal é fundamental para sua expansão internacional. Portugal executa um extenso plano de privatizações exigido pela União Europeia e o Fundo Monetário Internacional em troca do empréstimo de 78 bilhões de euros que recebeu em maio.

Leia também: Portugal atingiu 60% do plano de privatização, diz ministro

O Estado português já acertou se desfazer de participações majoritárias na elétrica EDP , pela qual a chinesa Três Gargantas pagará 2,7 bilhões de euros. Também vendeu a transmissora de energia REN à também chinesa State Grid e à Oman Oil Company, de Omã, por 592 milhões de euros. Entre as empresas ainda na lista de privatizações  está a companhia aérea nacional, TAP .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.