Tamanho do texto

Produção nacional do primeiro bimestre de 2012, foi de 1,46 milhão de toneladas

As vendas de fertilizantes no primeiro bimestre de 2012 atingiram 3,59 milhões de toneladas, alta de 3,8% sobre igual período do ano anterior, informou a associação que reúne a indústria.

A produção nacional do primeiro bimestre de 2012, de 1,46 milhão de toneladas, teve incremento de 7,1 ante os primeiros dois meses do ano passado, informou a Anda. As importações de fertilizantes intermediários totalizaram 2,04 milhões de toneladas, queda de 26,8 por cento ante o mesmo período do ano anterior.

Nos primeiros dois meses de 2011, as importações do produto intermediário -usando na formulação do fertilizante- totalizaram 2,74 milhões de toneladas. No ano passado, com estoques mais baixos, o setor reforçou as importações. Neste ano, dados da indústria indicam que o volume dos estoques no Brasil em 31 de dezembro era 5,13 milhões de toneladas, contra 3,5 milhões de toneladas na mesma data de 2011.

Segundo a indústria, o Estado do Mato Grosso concentrou o maior volume de entregas no primeiro bimestre de 2012, atingindo 742 mil toneladas; seguido de São Paulo, com 568 mil toneladas; Minas Gerais, com 497 mil toneladas; e Paraná, com 458 mil toneladas.

Agroquímicos

Dados do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Agrícola (Sindag), apresentados na segunda-feira, durante reunião em Brasília, apontou que o mercado de defensivos cresceu 11% em 2011 ante 2010, atingindo R$ 14,07 bilhões, informou o Ministério da Agricultura em nota divulgada nesta terça-feira.

Segundo a indústria, este incremento foi puxado, sobretudo, pela culturas de cana, algodão, café, trigo, soja e milho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.