Tamanho do texto

Volume exportado no mês, porém, foi 3,68% inferior ao exportado em janeiro

selo

A exportação brasileira de suco de laranja movimentou US$ 262 milhões em fevereiro deste ano, altas de 115,3% sobre os US$ 121,7 milhões faturados no mesmo mês do ano passado e de 52,6% ante os US$ 171,7 milhões de janeiro. De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, o volume exportado de suco de laranja no mês passado atingiu 170 mil toneladas, alta de 18,63% sobre as 143,3 mil toneladas de fevereiro de 2011.

O volume exportado em fevereiro foi 3,68% inferior às 176,5 mil t de janeiro. Apesar do aumento no volume exportado no mês passado ante fevereiro de 2011, o principal motivo para a disparada no faturamento com as exportações de suco foi o reajuste no preço da bebida no período. O preço médio por tonelada exportada de suco em fevereiro, de US$ 1.541,10 foi 81,43% maior que os US$ 849,40 por tonelada de fevereiro do ano passado e 58,47% superior aos US$ 972,50 por tonelada de janeiro de 2011.

A forte alta na receita e o aumento no volume exportado ante o ano passado ocorrem no mês seguinte ao que os Estados Unidos anunciarem a investigação e a retenção de cargas de suco de laranja brasileiro por conta da presença de carbendazim acima do limite permitido. Ao menos por enquanto, além de não impactar no volume exportado de suco brasileiro, a medida ainda pressionou o preço da bebida, que bateu recorde na Bolsa de Nova York, pressionou o mercado físico e ajudou no aumento do faturamento do setor. O Brasil é o maior produtor e exportador mundial da commodity.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.