Tamanho do texto

Em volume, aumento foi de apenas 4,4%, para 303,1 mil toneladas

selo

São Paulo, 1 - As vendas externas de carne de frango in natura continuam sendo o destaque nas exportações do segmento de proteína animal. Segundo dados divulgados hoje pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, a receita com exportações de carne de frango in natura subiu 32,6% em maio ante o mesmo mês do ano passado, passando de US$ 470,5 milhões para US$ 624,1 milhões. O resultado foi impulsionado pelo avanço de 27% nos preços médios praticados no período, de US$ 2.059/tonelada. Em volume, houve aumento de 4,4%, para 303,1 mil toneladas.

Em maio de 2010, foram embarcadas 290,3 mil toneladas de frango in natura para o exterior. Já as exportações de bovina in natura tiveram queda em receita e em volume, mesmo com aumento de 31,8% nos preços médios, que ficaram em US$ 5.230/tonelada. No mês passado, a receita ficou em US$ 334,2 milhões, queda de 6,9% em relação aos US$ 358,8 milhões obtidos em maio de 2010.

Em volume, a diminuição foi de 29,3%, passando de 90,4 mil toneladas em maio de 2010 para 63,9 mil toneladas no mês passado. Já as vendas externas de carne suína in natura avançaram 6,9% em receita, de US$ 107,6 milhões para US$ 115 milhões na mesma base de comparação.

O bom desempenho foi influenciado pelo aumento de 8,3% nos preços médios, que passaram a US$ 2.972/tonelada. Em volume, porém, houve recuo de 1,3%, diminuindo os embarques de 39,2 mil toneladas em maio de 2010 para 38,7 mil toneladas no mês passado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.