Tamanho do texto

"Agricultores agora estão começando a questionar quanto mais seus negócios podem aguentar tamanhas perdas", disse órgão

selo

Trator recolhe pepinos espanhóis que seriam exportados antes do surto de uma nova cepa da bactéria E.coli na Europa
The New York Times
Trator recolhe pepinos espanhóis que seriam exportados antes do surto de uma nova cepa da bactéria E.coli na Europa
O surto de uma cepa virulenta da Escherichia coli (E.coli) na Europa custou aos produtores britânicos 2,5 milhões de libras (US$ 4,05 milhões), informou neta quarta-feira a União Nacional dos Produtores. Ao menos 38 pessoas morreram e outras milhares adoeceram por causa da bactéria.

Com a causa do surto ainda desconhecida, os agricultores europeus sofrem prejuízos. Autoridades alemãs, no entanto, identificaram os brotos de vegetais como a origem da contaminação pela E.coli. A presidente do Conselho de Horticultura e Batatas, Sarah Pettitt, informou que os produtores perderam milhões com a queda dos preços e os prejuízos se acumulam.

"Alguns agricultores agora estão começando a questionar quanto mais seus negócios podem aguentar tamanhas perdas", disse ela.

O comissário de Agricultura da União Europeia, Dacian Ciolos, ofereceu 210 milhões de euros (US$ 298,16 milhões) de recursos do bloco europeu para parcialmente compensar os produtores pelas enormes perdas decorrentes do surto de E.coli. Representantes do setor na Espanha estimaram os prejuízos com a bactéria em 225 milhões de euros (US$ 319,45 milhões) por semana, após milhares de toneladas de vegetais terem sido destruídas. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.