Tamanho do texto

Autoridade paraguaia informou que abate será feito por membros da Força de Segurança Nacional, com posterior desnaturação e sepultamento

selo

O Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal do Paraguai (Senacsa) informou, em comunicado disponível em seu site, que os membros do Sistema Nacional de Emergência Sanitária Animal (Sinaesa) estão envolvidos nos preparativos do sacrifício sanitário de 154 bovinos da fazenda "Nazareth", do proprietário Gustavo Germán Trubger Aquino.

Leia mais : Paraguai declara emergência sanitária em região de aftosa

No último dia 2, o país informou ter identificado um foco de febre aftosa nos animais da propriedade, que se localiza em Aguaray Amistad, na periferia da cidade de San Pedro, capital do departamento (Estado) de mesmo nome, a 340 km de Assunção. Foi o segundo foco da doença identificado no país desde setembro de 2011.

A Senacsa não cita quando o sacrifício será feito, mas informa que a eliminação dos animais será realizada pelo método de "rifle sanitário", de acordo com o "Manual de Procedimento para a Erradicação de Doenças Exóticas Oriundas de Animais com Ênfase em Febre Aftosa". O abate será feito por membros da Força de Segurança Nacional, com posterior desnaturação e sepultamento.

Veja também : Paraguai afirma que aftosa não afetará exportações

"A Senacsa tem adotado medidas sanitárias, como a interdição a fazenda Nazareth e a implementação de postos de controle fixos e móveis de trânsito de animais no Departamento de San Pedro, que correspondem aos casos de ocorrência de foco de febre aftosa", disse o serviço paraguaio, no comunicado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.