Tamanho do texto

Argentina quer estabelecer cota mensal para importações de carne suína brasileira

selo

O ministro da Agricultura da Argentina, Norberto Yauha, disse à Agência Estado que é possível chegar a um acordo com o Brasil na próxima sexta-feira sobre o estabelecimento de uma cota mensal para as importações de carne suína brasileira. "Temos uma equipe de técnicos trabalhando para chegar na sexta com o acordo encaminhado. Há muitas possibilidades de entendimento para ir limpando a mesa", disse o ministro.

Ele desmentiu boatos de que o secretário de Comércio Interior, Guillermo Moreno, estaria impedindo a retirada dos entraves aos produtos brasileiros. "Isso não é certo. Vamos resolver com o Brasil porque há vários produtos na mesa de negociação. O Brasil tem interesse em importar nossos camarões e pescados e nós precisamos comprar suínos. Aos poucos vamos negociando", detalhou Yauhar.

Na sexta, o diretor de Assuntos Comerciais da Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Benedito Rosa do Espírito Santo, vai se reunir com o subsecretário de Coordenação Política do Ministério da Agricultura da Argentina, Gustavo Alvarez, para iniciar as discussões do acordo que pretende fixar uma cota mensal entre 3 mil a 3,5 mil toneladas de suínos. A negociação foi iniciada há duas semanas, durante visita do ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, a Yahuar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.