Tamanho do texto

Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso têm cargas vetadas desde junho

selo

O ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, viaja para a Moscou na próxima semana para discutir a retirada dos entraves à importação de carnes brasileiras, impostos pelas autoridades sanitárias russas em junho do ano passado. Alegando "questões técnicas", os russos suspenderam as importações de carnes de frigoríficos situados no Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso.

Na sexta-feira da próxima semana (30), Mendes Ribeiro tem encontro marcado com a ministra da Agricultura da Rússia, Yelena Skrynnik, quando irá entregar o relatório sobre o cumprimento das normas sanitárias exigidas pelas autoridades russas nos três Estados embargados, a fim de conseguir a retomada imediata da comercialização. Ele adiantou que recebeu a confirmação da liberação de mais uma unidade que está sobre embargo provisório.

Segundo o Ministério da Agricultura, para agilizar as negociações e resolver as pendências técnicas que ainda barram o comércio de carnes dos três Estados com a Rússia, o secretário de Defesa Agropecuária, Enio Marques, chegará em Moscou dois dias antes do ministro. Marques realizará as primeiras reuniões com as autoridades russas e deverá definir os últimos detalhes da missão daquele país que visitará as unidades brasileiras em breve. A última missão esteve no Brasil no final de novembro do ano passado.

Expansão comercial

Em nota, o Ministério da Agricultura relata que a viagem de Mendes Ribeiro à Europa reforçará as políticas de expansão comercial que a Pasta vem adotando nos últimos tempos. O ministro cita a recente autorização de venda de carne suína para o mercado norte-americano e diz que estão bastante avançadas as tratativas para ampliação das exportações para a China e para abertura do mercado japonês. Antes de cumprir agenda na Rússia, Ribeiro participa de encontros na Albânia, Hungria e Inglaterra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.