Tamanho do texto

Após país anunciar a suspensão da importação de carne de três Estados brasileiros, empresa informa que produção será redirecionada

A Marfrig informou há pouco que continuará exportando carnes para a Rússia a partir de suas unidades localizadas em Estados que estão fora do embargo imposto pelo país. Já a produção dos Estados afetados será redirecionada ao mercado doméstico ou a outros países.

Nesta quinta-feira, a Rússia anunciou a proibição da entrada de carnes brasileiras originárias do Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso. No total, 85 frigoríficos desses Estados, o que inclui unidades da Marfrig, e também da JBS e da Brasil Foods, estão proibidos temporariamente de entrar no mercado russo com sua produção de carnes de gado, suína e de frango.

"A estratégia do grupo Marfrig sempre esteve pautada na diversificação geográfica e de proteínas com uma Plataforma Global, permitindo transpor eventuais barreiras comerciais e sanitárias através do redirecionamento da produção para outras regiões ou países e sem afetar nossas operações", afirmou a empresa em comunicado. Segundo o Marfrig, as vendas para o mercado russo representaram 10,7% do total de exportações e 4,7% da receita consolidada da companhia no primeiro trimestre.

Leia também:

- Minerva fica de fora da suspensão russa a carnes
- JBS tem 3 unidades afetadas por embargo russo à carne do Brasil
- Produtores cobram solução para embargo russo à carne brasileira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.