Tamanho do texto

Bom desempenho do agronegócio brasileiro no ano passado impulsionou ganhos da companhia

selo

A Kepler Weber, fabricante de equipamentos para armazenagem de grãos, divulgou hoje que obteve lucro líquido de R$ 28,3 milhões em 2011, crescimento de 11,2% em comparação com R$ 25,4 milhões de 2010. Em comunicado, a empresa informou que o resultado pode ser atribuído ao bom desempenho do agronegócio, que registrou um crescimento de 3,9%, ante aumento de apenas 2,7% do PIB em relação ao ano anterior.

O presidente da companhia, Anastácio Fernandes Filho, informou que o peso crescente do agronegócio no PIB brasileiro e nas exportações, tanto em preços como em volumes, impulsionou a capacidade de investimento dos produtores e, consequentemente, a atividade dos fornecedores de bens de capital, como a Kepler Weber.

A receita líquida alcançou R$ 422,1 milhões em 2011, crescimento de 15,2%. O lucro bruto aumentou 6,4%, para R$ 85,7 milhões. Já o resultado Ebitda foi de R$ 52,4 milhões, com margem de 12,4%, ante R$ 53,3 milhões obtidos em 2010, com margem de 14,5%. Segundo Fernandes Filho, a lucratividade foi impactada pela erosão dos preços de vendas compensada parcialmente pelo aumento nos volumes de vendas.

O vice-presidente da empresa, Olivier Colas, destacou os investimentos realizados pela empresa em 2011, que totalizaram R$ 21,5 milhões, acréscimo de 45% em relação ao ano anterior. Olivier também mencionou a redução do endividamento líquido da companhia, que caiu de R$ 48,5 milhões em 2010 para R$ 42,4 milhões em 2011.

A participação de mercado da companhia em 2011 manteve-se acima de 50% no Brasil. Fernandes Filho considera que 2012 será novamente um ano de boas perspectivas para o setor do agronegócio. De acordo com ele, o déficit da capacidade de armazenagem, aliada à safra projetada pelos órgãos governamentais, deverá demandar um volume relevante de novos investimentos no setor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.