Tamanho do texto

Preços mais altos de potássio têm mantido consumidores afastados antes do período de plantio de primavera no hemisfério norte

A Mosaic registrou perda trimetral no lucro com produtores comprando menos potássio usado nos fertilizantes e custos maiores no segmento fosfato. Os preços mais altos de potássio têm mantido consumidores afastados antes do período de plantio de primavera no hemisfério norte, que começa em breve na América do Norte.

O presidente-executivo, Jim Prokopanko, culpou as preocupações com a economia global pelos fracos resultados da companhia no trimestre fiscal entre dezembro e fevereiro, mas disse que as vendas já estão se recuperando. "Nós vendemos tanto potássio em apenas um dia na semana passada quanto em todo janeiro", disse Prokopanko em entrevista nesta quarta-feira.

"Estamos começando a prever forte recuperação no final de março e estamos confiantes quanto a um grande abril e maio". Potássio e fosfato -os dois principais produtos da Mosaic- são a segunda e terceira matéria-prima em importância para fertilizantes que os produtores aplicam, depois do nitrogênio.

Para o terceiro trimestre fiscal, encerrado em 29 de fevereiro, a Mosaic teve lucro líquido de US$ 273,3 milhões, ou US$ 0,64 por ação, comparado com US$ 542,1 milhões, ou US$ 1,21 por ação um ano antes.

Os analistas, em média, esperavam ganhos de US$ 0,74 por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita caiu 1 por cento, para US$ 2,19 bilhões. Os analistas esperavam US$ 2,13 bilhões em receita. As vendas de potássio caíram 200 mil toneladas, para 1,8 milhão de toneladas no trimestre, depois que o preço do nutriente saltou US$ 435 por tonelada, ante US$ 358 por tonelada um ano atrás. O executivo acredita que as vendas podem se recuperar para até 2,1 milhão de toneladas no atual trimestre fiscal.

No segmento de fosfato, as vendas cresceram 17%, mas problemas na planta de amonia em Louisiana elevaram os custos em até US$ 10 milhões, o que afetou o lucro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.