Tamanho do texto

Agência da ONU afirma que preços dos alimentos ainda tiveram queda considerável em dezembro

O índice de preço dos alimentos calculado pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) atingiu a média mais alta já registrada pelo organismo em 2011, mesmo apresentando uma leve queda no final do ano.

Leia mais : Preços dos alimentos podem estar perto do piso, diz FAO

Nesta quinta-feira, a FAO informou que os preços caíram de maneira constante na segunda metade de 2011, porém "o índice obteve uma média de 228 pontos durante o ano". Essa foi a média mais alta registrada desde quando a FAO começou a acompanhar os preços internacionais dos alimentos, em 1990. O índice mais elevado até então era o do ano de 2008, que marcou 200 pontos.

O organismo da ONU para a alimentação comunicou que os preços dos alimentos ainda tiveram uma queda considerável em dezembro de 2011, um fator que rebaixou o índice da FAO para os preços dos alimentos em 2,4%, o equivalente a cinco pontos. Essa redução registrada no último mês de dezembro acompanha a queda dos preços dos cereais, açúcar e azeites.

Veja também : Setor de alimentos precisa reduzir dependência, diz FAO

Este fator também é relacionado com as excepcionais colheitas de 2011, assim como a uma menor demanda e um dólar forte. Em relação ao futuro, o economista superior da FAO especialista em cereais, Abdolreza Abbassian, afirmou que "os preços internacionais de muitos produtos alimentícios básicos diminuíram nos últimos meses. Porém, com a incerteza da economia mundial, fica difícil prever que pode suceder em 2012".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.