Tamanho do texto

Países vão monitorar oferta de commodities para evitar que a especulação eleve os preços dos alimentos

O grupo de países do G20 vai monitorar em conjunto a oferta mundial dos principais grãos, num movimento que ajudaria a evitar a especulação que eleve os preços dos alimentos, de acordo com um esboço de comunicado da reunião ministerial que ocorre na semana que vem.

Os ministros da Agricultura, que vão se reunir em Paris nos dias 22 e 23, também vão pedir que os ministros das Finanças controlem a especulação das commodities alimentares, adotando uma regulação mais rígida para os mercados de derivativos agrícolas, diz o comunicado obtido pela Reuters.

Os preços globais dos alimentos tiveram forte alta no início deste ano devido ao aumento dos custos dos grãos, renovando as preocupações quanto à segurança alimentar e a pressão inflacionária, particularmente em alguns países em desenvolvimento.

Os preços dos grãos têm caído agora, mas em maio ficaram 37% acima dos preços do ano anterior.

A França defende um fortalecimento da regulação dos mercados de commodities, principalmente agrícolas, uma prioridade para este ano, durante o qual ocupa a presidência do grupo, que reúne as principais economias mundiais.

Na proposta que será feita, o G20, também integrado pelo Brasil, dividiria informações de mercado através de um banco de dados --o Sistema de Informação do Mercado Agrícola (AMIS, na sigla em inglês)-- dirigido pela Organização para Agricultura e Alimentação (FAO) da ONU, com base em Roma.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.