Tamanho do texto

São Paulo, 25 - O frigorífico Minerva informou que no mês passado começou as atividades de seu novo confinamento localizado na cidade de Araguaina, no Estado do Tocantins, onde a empresa também possui uma unidade frigorífica

selo

São Paulo, 25 - O frigorífico Minerva informou que no mês passado começou as atividades de seu novo confinamento localizado na cidade de Araguaina, no Estado do Tocantins, onde a empresa também possui uma unidade frigorífica. De acordo com a companhia, em boletim mensal enviado ao mercado, nesta fase de implantação o confinamento já conta com três mil cabeças de boi em engorda. A previsão é de que no início da entressafra de 2011, em maio, seja utilizada sua capacidade estática total de confinamento de oito mil cabeças. Além disso, há a possibilidade de haver uma ampliação do local para uma capacidade de nove mil cabeças. O objetivo do confinamento, que se situa a 29 quilômetros da unidade do Minerva em Araguaina, é fornecer a matéria-prima ao frigorífico e oferecer aos fornecedores locais mais uma oportunidade de negócio. <b>Rússia</b> - O Minerva também disse no documento que acredita em aumento de vendas para a Rússia. "O Minerva tem todas as suas unidades habilitadas a exportar para a Rússia, por isso existe a expectativa de que a companhia aumente suas vendas para aquele país complementando as cotas russas de importação", comentou a empresa, que possui um escritório em Moscou desde 2005.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.