Tamanho do texto

Nota reflete o fortalecimento dos perfis operacional e financeiro das empresas após a associação com a Shell

A Fitch Ratings elevou a nota de classificação de risco da Cosan SA e de sua controlada Cosan Combustíveis e Lubrificantes (CCL), de "BB-" para "BB" em moeda estrangeira, e de "A-" para "A+" em moeda local. A perspectiva dos ratings é estável. Segundo a agência de classificação de risco, o aumento da nota reflete o fortalecimento dos perfis operacional e financeiro das empresas após a associação com a Shell.

Como parte do acordo, a Shell e a Cosan criarão duas joint ventures envolvendo alguns de seus respectivos ativos.Esta transação ainda está sujeita a aprovação pelas autoridades reguladoras, mas a Fitch acredita que a probabilidade de conclusão é alta. As duas joint ventures (JV) serão focadas nos negócios de açúcar e etanol e de cogeração (S&E JV) e em negócios de distribuição de combustíveis (Downstream JV). A Cosan deterá 51% do capital votante da S&E JV, enquanto a Shell deterá 51% do capital votante da Downstream JV.

A participação econômica, entretanto, será de 50%/50%, e a administração de ambas será compartilhada. "A Fitch analisará as joint ventures como uma entidade combinada, uma vez que toda a dívida relativa a estas companhias contará com garantias cruzadas e o caixa também será administrado em bases consolidadas. A qualidade de crédito das JVs deverá ser mais forte do que a da Cosan, e estas empresas têm potencial para obter um rating superior ao da Cosan", diz a Fitch em nota.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.