Tamanho do texto

Embarques neste mês devem recuar para 200 mil sacas de 60 quilos cada, ante 223.099 sacas em igual período de 2011

selo

As exportações de café de Uganda em março devem cair pelo menos 10%, conforme a principal colheita das regiões central e leste chega ao fim, informou hoje a Autoridade de Desenvolvimento de Café de Uganda (UCDA). Os embarques neste mês devem recuar para 200 mil sacas de 60 quilos cada, ante 223.099 sacas em igual período de 2011, acrescentou a entidade em um relatório.

"A temporada de colheita nas regiões central e leste está quase terminando. Os exportadores reduzirão os seus estoques para cumprir obrigações contratuais com seus compradores", revelou a UCDA. Em fevereiro, 244.319 sacas foram exportadas. Uganda é o maior exportador de café da África, segundo a Organização Internacional de Café (OIC). As áreas leste e central respondem por pelo menos 55% da produção total do país. A segunda colheita deve começar em abril nas regiões sul e oeste.

De acordo com a UCDA, as exportações de café de Uganda no acumulado da temporada 2011/12, iniciada em 1º de outubro, somaram 1.156.555 sacas, volume 5% maior que o de verificado no mesmo intervalo de 2010/11, conforme mais cafezais novos entram em produção. O país espera produzir 3,2 milhões de sacas nesta temporada, ante 3,15 milhões de sacas em 2010/11. O tipo robusta representa pelo menos 85% da colheita nacional de café. Uganda exporta quase toda a produção na forma de grãos. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.