Tamanho do texto

Administração de Alimentos e Medicamentos americana informou que cinco amostras são do Brasil e seis do Canadá

selo

A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) informou, hoje, ter encontrado 11 amostras de suco de laranja que tiveram resultado positivo para o fungicida carbendazim. Essas amostras, de um total de 80 testadas, apresentaram 10 partes por bilhão (ppb) ou mais do defensivo. As cargas de onde essas amostras foram retiradas foram recusadas pelas autoridades americanas.

Por meio de comunicado em seu site, a FDA informou que dessas 11 amostras, cinco são do Brasil e seis do Canadá. O órgão deu prazo de 90 dias para que o importador destrua as cargas ou as reexportem para outros mercados. Apenas nove dessas amostras estão "retidas" nos portos americanos. Duas delas não chegaram a ter a importação finalizada pelas próprias empresas compradoras.

Leia : Indústria de suco brasileira reforçará questão econômica para convencer EUA

A FDA reiterou que o limite máximo de carbendazim, pesticida ilegal para uso em citros desde 2009 nos Estados Unidos, é de 10 partes por bilhão (ppb). Segundo o órgão, em todas as amostras rejeitadas foram encontrados resíduos acima desse limite. A FDA não revelou, mas as amostras canadenses devem ser de suco brasileiro, já que o Canadá reexporta a bebida excedente comprada no Brasil.

O órgão sanitário informou ainda ter recolhido amostras de 80 cargas de suco de laranja ou suco de laranja concentrado. Deste total, 29 amostras apresentaram resultado negativo para o carbendazim e 15 já foram liberados. Destas, 14 foram embarques do México, sete do Canadá, duas da Costa Rica, duas do Brasil, uma de outros quatro países: Belize, Honduras, Líbano e Turquia.

Veja : Laranja do Brasil depende de fungicida banido nos EUA

A FDA informou que as outras amostras colhidas ainda estão sob análise nos laboratórios do órgão e que os resultados serão publicados na próxima semana Por e-mail, a porta-voz da FDA não quis comentar a reunião de ontem com representantes da CitrusBR e com a Juice Products Association (JPA), entidade que representa a indústria norte-americana, nem o resultado das amostras.

Saiba mais : EUA testam suco do Brasil após elevarem compras

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas