Tamanho do texto

Vendas externas de carne bovina não processada caíram 1739% em volume em fevereiro ante mesmo período do ano passado

selo

As vendas externas de carne bovina in natura (não processada) caíram 17,9% em volume em fevereiro ante o mesmo mês de 2011, passando de 67 mil toneladas para 55 mil toneladas. A receita também recuou, 16,6%, para US$ 270,8 milhões ante US$ 324,7 milhões de fevereiro de 2011. Os preços praticados no período subiram 1,6%, para US$ 4.924/tonelada.

Em fevereiro do ano passado, a proteína foi vendida a US$ 4.846/tonelada. Os embarques de carne suína e de frango in natura também registraram recuos tanto em receita quanto volume ante o mesmo período do ano passado. A receita cambial com as vendas externas de carne suína somou US$ 84,7 milhões em fevereiro, queda de 5,8% ante US$ 89,9 milhões de fevereiro de 2011.

Em volume, os embarques recuaram 6,1%, passando de 32,8 mil toneladas para 30,8 mil toneladas. Os preços médios ficaram em US$ 2.2.750/tonelada, aumento de 0,3%. As exportações de carne de frango totalizaram US$ 469,1 milhões, queda de 6,6% ante os US$ 502,3 milhões de fevereiro de 2011.

Em volume, as vendas externas passaram de 268,6 mil toneladas para 257 mil toneladas, recuo de 4,3%. Já os preços praticados no período ficaram em US$ 1.825/tonelada, diminuição de 2,4%.

Comparação mensal

Na comparação com janeiro, os números seguem os mesmos da primeira nota que o MDIC divulgou. As exportações de carne bovina diminuíram 10% em receita e 11,9% em volume. Os preços praticados subiram 2,1%. Já a exportação de carne suína teve recuos de 0,4% em receita, por conta da diminuição de 0,7% nos preços. Mas em volume, houve avanço de 0,3%.

As vendas externas de carne de frango tiveram queda de 12% em receita e de 12,5% em volume. Em movimento contrário, os preços subiram 0,6%. A variação em ambas as comparações é explicada, em parte, pelo número de dias úteis de cada período. O mês passado teve 19 dias úteis, ante 20 dias úteis de fevereiro de 2011 e 22 dias úteis de janeiro de 2012.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.