Tamanho do texto

Terminais terão integração com a malha ferroviária para o escoamento de açúcar para o Porto de Santos

selo

A Copersucar terá mais três terminais multimodais para o escoamento de açúcar até 2015, dois no Estado de São Paulo e um em Minas Gerais, afirmou o presidente-executivo a companhia, Paulo Roberto de Souza. Segundo ele, os terminais serão nos moldes do inaugurado nesta segunda-feira em Ribeirão Preto (SP), com a integração à malha ferroviária, para o escoamento da commodity até o Porto de Santos (SP).

No terminal, completamente reformado, foram investidos R$ 30 milhões para o escoamento de 1,5 milhão de toneladas de açúcar por ano, dez vezes mais que a capacidade anterior, com operações feitas pela Ferrovia Centro-Atlântica (FCA). Os investimentos fazem parte dos R$ 2 bilhões que a Copersucar investirá até 2015 - R$ 300 milhões na atual safra 2011/12 - em logística para etanol e açúcar.

No terminal do interior paulista foram construídos um sistema de carregamento de 500 toneladas de açúcar por hora, ante as atuais 120 toneladas e um desvio ferroviário de 2,8 quilômetros de extensão em uma área de 140 mil metros quadrados.

A operação reduzirá de duas horas para 10 minutos o tempo de carregamento de um vagão. Segundo Souza, as operações nos terminais serão exclusivamente para açúcar. As de etanol serão feitas pela Lógum, empresa da qual a Copersucar é sócia e que participa da construção do alcoolduto e de operações de escoamento do combustível pela hidrovia Tietê-Paraná.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.