Tamanho do texto

Comissão Europeia entende que operação não fere regras de concorrência

A Comissão Europeia autorização nesta terça-feira a aquisição conjunta da empresa brasileira Ipanema Agrícola e Ipanema Comercial e Exportadora pela japonesa Mitsubishi, a austríaca Tchibo e as também brasileiras ML, Paraguaçu e Friele.

Por meio de comunicado, a Comissão Europeia informou que tomou essa decisão após comprovar que a operação está em linha com as normas comunitárias de concorrência.

Bruxelas detalhou que a Ipanema está ativa, principalmente no Brasil, com cultivo, processamento, produção, marketing e comercialização de grãos de café e café tostado.

Anteriormente, a companhia foi controlada pela ML, Paraguaçu, Friele e Mirian de Salles Gomes Fernandes.

A Mitsubishi, por sua vez, atua nas atividades gerais de comércio em várias indústrias que incluem energia, máquinas, químicos, alimentos e outras mercadorias, enquanto a Tchibo é uma empresa subsidiária da Maxingvest, ativa principalmente por meio de suas filiais no setor do café e no não-alimentício.

Por último, ML, Paraguaçu e Friele são veículos de investimento.

A Comissão Europeia afirmou que examinou o caso sob o procedimento simplificado de revisão de fusão, o que aplica, a priori, quando acredita que a operação não representará problemas para a concorrência na União Europeia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.