Tamanho do texto

São Paulo, 15 - A Brasil Ecodiesel informou hoje que seu conselho de administração aprovou ontem a constituição de comitê interno para avaliação da proposta de incorporação de ações da empresa Vanguarda Participações

selo

São Paulo, 15 - A Brasil Ecodiesel informou hoje que seu conselho de administração aprovou ontem a constituição de comitê interno para avaliação da proposta de incorporação de ações da empresa Vanguarda Participações. O comitê será constituído por três membros, integrantes da diretoria executiva da Brasil Ecodiesel: José Carlos Aguilera, diretor presidente; Eduardo de Come, diretor executivo e de Relações com Investidores; e Guilherme Augusto DAvila Mello Raposo, diretor executivo. Esse grupo de trabalho terá até 90 dias para analisar a operação e submetê-la à apreciação do conselho de administração da companhia. Caso os conselheiros aprovem a operação, deverá ser convocada uma assembleia geral extraordinária (AGE) de acionistas. O fato relevante informa ainda que os conselheiros aprovaram a convocação de AGE para destituir os atuais membros do conselho de administração, eleger os novos integrantes e definir o novo número de participantes do conselho. Também deverão ser destituídos os membros do conselho fiscal e eleitos novos integrantes. A assembleia deverá ocorrer em 1º de julho. A destituição do conselho de administração foi uma exigência da Veremonte do Brasil, fundo do megainvestidor espanhol Enrique Bañuelos, cujo objetivo é concretizar a aquisição Vanguarda, produtora de soja e algodão, empresa em que a Veremonte possui 50% do controle. No último dia 6, o executivo-chefe da Veremonte do Brasil, Marcelo Paracchini, informou que a empresa vendeu parte de sua participação para o investidor Hélio Seibel, reduzindo sua fatia na Brasil Ecodiesel de 30% do capital da empresa para 22%. Seibel passou a deter 8% do capital. A Veremonte quer também um novo conselho com apenas seis membros, ao invés dos atuais sete. Dos seis membros do conselho, dois seriam representantes do acionista da Brasil Ecodiesel, Silvio Tini, dois representariam a Veremonte e dois seriam escolhidos pelo novo acionista Hélio Seibel. "Queremos ter um conselho que esteja mais alinhado com o interesse da empresa de crescer através de aquisições para se tornar a maior empresa de agribusiness listada em bolsa do Brasil", disse Paracchini, no último dia 6. E acrescentou: "Queremos uma explicação mais séria do por que o conselho não quis nem analisar a compra da Vanguarda e já barrou a aquisição".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.