Tamanho do texto

Segundo governo do país, diversificação é lucrativa para a Argentina, mas a produção de trigo continuará sendo importante

selo

O governo argentino quer estimular o agricultor a substituir uma parte da produção de trigo no país para aumentar a diversificação da agricultura doméstica. O país, porém, garante que o fornecimento do cereal ao Brasil, seu principal comprador do grão, não será prejudicado pelo plano. "É preciso substituir um pouco o cultivo de trigo por feijão, lentilhas, entre outros, para diversificar a produção", disse o vice-ministro de Agricultura argentino, Lorenzo Basso, em entrevista coletiva à imprensa.

Segundo ele, a diversificação é lucrativa para a Argentina, mas a produção de trigo continuará sendo importante. "Já acertamos com o Brasil, há alguns dias, em reunião entre os ministros dos dois países, um plano de fluxos de trigo para o mercado brasileiro, que continuará sendo abastecido pela Argentina", afirmou. Basso informou que tem recebido informações do mercado de um grande volume de compra de fertilizantes por parte dos agricultores, o que indica "intenção positiva do produtor para a próxima safra".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.