Tamanho do texto

Trading está fortalecendo suas ambições depois de uma tentativa fracassada e outra de sucesso no setor de açúcar da Austrália

selo

A estatal chinesa Cofco Group pretende adquirir mais ativos de açúcar no exterior, afirmou hoje o presidente da companhia, Ning Gaoning. O pronunciamento indica que a trading está fortalecendo suas ambições depois de uma tentativa fracassada e outra de sucesso no setor de açúcar da Austrália no ano passado.

A Cofco comprou a australiana Tully Sugar em julho, quando a trading norte-americana Bunge concordou em vender sua participação. Depois, a Cofco tentou comprar a Proserpine Co-operative Sugar Milling Association, mas a oferta foi recusada. Ning afirmou à imprensa, nos bastidores e uma sessão legislativa anual, que a Cofco está avaliando investimentos também em grãos e oleaginosas no exterior.

"Sempre esperamos comprar ativos de grãos, como soja e milho", disse. A companhia, que é uma grande processadora de grãos, também atua em açúcar e vinhos nos Estados Unidos, na França e no Brasil. Analistas esperam que as importações de açúcar da China continuem crescendo neste ano, com apertos na oferta doméstica, já que o segundo maior consumidor mundial da commodity (depois da Índia) registrou aumento de 65% nas importações em 2011, para um recorde de 2,9 milhões de toneladas.

Em janeiro, a importação foi quase dez vezes maior que no mesmo mês do ano anterior, somando 142 mil toneladas. As informações são da Dow Jones.