Tamanho do texto

No caso do IPCFrango, a alta é de 12,73% e, no ano, o acréscimo é de 37,17%

Agência Estado

Os índices de custos de produção (IPC) de frangos de corte e de suínos elaborados pela Embrapa Suínos e Aves subiram em agosto e atingiram valores recorde, de 183,70 e 183,09 pontos, respectivamente.

Leia mais:  Produtor de aves do PR pede apoio do governo

No caso do IPCFrango, a alta é de 12,73%. No ano, o acréscimo é de 37,17%. Já o IPCSuíno subiu 10,61% no mês passado e, desde janeiro, acumula alta de 27,98%. "Mais uma vez os preços dos insumos que compõem a ração dos animais foram a principal causa do aumento", disse a Embrapa Suínos e Aves, em nota.

Especial:  No Oeste do Paraná, preço da soja é a força que ergue e destrói riquezas

A nutrição dos frangos, que compôs 74,35% do índice em agosto, teve um aumento de 12,42% no mês passado e chega a 31,60% no ano, pressionada pelas variações nos preços do milho e do farelo de soja.


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.