Tamanho do texto

Separado em grupos de produtos, o IqPR-V teve variação positiva de 1,40%, enquanto o IqPR-A fechou em queda de 1,77%

O Índice quadrissemanal de Preços Recebidos pelo produtor rural paulista subiu 0,53% na primeira quadrissemana de junho. O levantamento é de pesquisadores do Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria estadual de Agricultura e Abastecimento. Separado em grupos de produtos, o IqPR-V (produtos de origem vegetal) teve variação positiva de 1,40%, enquanto o IqPR-A (produtos de origem animal) fechou em queda de 1,77%.

Quando a cana-de-açúcar é excluída do cálculo do índice, em virtude da sua importância na ponderação dos produtos, tanto o IqPR quanto o IqPR-V apresentam altas maiores e fecham positivamente em 1,26 e 4,58%, respectivamente.

Os produtos do IqPR que registraram as maiores altas no na primeira quadrissemana de junho foram o tomate para mesa (119,51%), arroz (9,94%), amendoim (5,23%), a soja (4,64%) e carne suína (3,31%).

Os produtos que apresentaram as maiores quedas no período foram a laranja para mesa (15,23%), o milho (6,11%), a banana nanica (4,24%), os ovos (4,09%) e a carne de frango (3,01%). No período analisado, 9 produtos apresentaram alta de preços, sendo 6 de origem vegetal e 3 de origem animal. Dez apresentaram queda, sendo 7 vegetais e 3 de origem animal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.