Tamanho do texto

Crédito será destinado aos financiamentos de estocagem, capital de giro para a indústria de torrefação de café e financiamento para Aquisição

O Departamento do Café, da Secretaria de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, divulgou nesta quarta-feira os contratos com instituições financeiras privadas, para implementar as linhas de crédito destinadas aos financiamentos de estocagem, capital de giro para a indústria de torrefação de café e financiamento para Aquisição (FAC).

MaisBrasil colherá safra recorde em 2012 apesar de perdas do primeiro trimestre

Os recursos são do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé). Para o Banco Itaú BBA foram autorizados até R$ 67,676 milhões, para estocagem; até R$ 10 milhões, para indústria de torrefação de café; e até R$ 17,836 milhões, para aquisição de café (FAC). O Bradesco está credenciado a financiar até R$ 60 milhões (estocagem); até R$ 20 milhões (custeio) e até R$ 32,496 milhões (aquisição de café, FAC).

 A Cooperativa de Central de Crédito do Espírito Santo (Sicoob Central) terá à disposição até R$ 17,158 milhões (estocagem) e até R$ 19,203 milhões (custeio). Já a Cooperativa de Crédito Rural e de Pequenos Empresários, Microempresários e Microempreendedores da Região de Varginha (Sicoob Credivar) foi autorizada a emprestar até R$ 10 milhões (estocagem) e até R$ 11,265 milhões (custeio).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.