Tamanho do texto

Mineradora fecha Estrada de Ferro Carajás após desabamento de ponte; operações ficam suspensas por tempo indeterminado

RIO - A Vale, maior exportadora do Brasil, fechou a Estrada de Ferro Carajás (EFC), que transporta a produção da maior mina de minério de ferro do mundo, após acidente na construção de uma ponte na ferrovia. A interrupção ocorreu após o desabamento, na sexta-feira, da ponte que estava sendo erguida perto da linha férrea, causando ferimentos leves a sete operários, conforme informações da Vale.

A empresa informou que as operações ficarão suspensas por tempo indeterminado. A linha liga a mina de Carajás, no Pará, ao porto de Ponta da Madeira, no Maranhão, de onde a Vale exporta minério de ferro para clientes de regiões tão distantes como a China.

A Vale produziu o volume recorde de 109,8 milhões de toneladas em Carajás no ano passado, o que corresponde a aproximadamente 34% de sua produção total. A Vale também embarca manganês, cobre, combustível e carvão ao longo da linha de 892 quilômetros, que utiliza o maior trem do mundo, composto por quatro locomotivas e 330 vagões, segundo informações do site da empresa. Carajás ainda abriga a mina de Sossego, principal fonte da Vale na produção de cobre. A FCA também opera um trem de passageiros, que transporta cerca de 1,3 mil pessoas diariamente. (Valor, com Bloomberg)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.